Brazilian’s mistakes

Existem várias formas para aprender um idioma, assim como existem algumas práticas que ao invés de facilitar, prejudicam o aluno. Uma prática que dificulta muito o desenvolvimento da aprendizagem da língua Inglesa, mas que é utilizada por muitos alunos, é a da tradução. O que acaba virando um vício e muitas vezes confundindo os estudantes na hora de aprender o novo idioma.

Ouvir, repetir e associar, são os três passos para que um estudante possa aprender de forma correta e não esquecer mais. Este é o conceito da HC School.

A seguir, alguns erros comuns cometidos por brasileiros.


  • Erro 01

Em português o sujeito pode ser oculto ou indeterminado, no inglês a regra é diferente.

– O aluno traz seus livros todos os dias.

Se eu quero dizer esta frase em inglês eu não posso utilizar YOUR.

– The student brings his books everyday. No inglês, cada pessoa tem o seu pronome possessivo.


  • Erro 02

Outro erro recorrente está relacionando com o sujeito da frase.  Quando não tem um sujeito específico, o pronome ”it” deve ser utilizado.

– Tive uma notícia ruim hoje. Serei demitido.

– I had bad news today. I will get fired.

Repare que em português não preciso escrever ‘‘eu’’, pois já fica claro quem é o sujeito. Porém, em inglês ele é obrigatório.

– Vai chover hoje!

– It’s going to rain today!


  • Erro 03

Muita gente traduz o verbo ”ter” como ”have”. Porém, no inglês isso muda dependendo do contexto. O verbo have é utilizado no sentido de posse, já o verbo there is (are) é no sentido de existência.

– Eu tenho uma casa.

– I have a house.

Quando quero falar no sentido de haver:

– Tem muitas canetas na gaveta.

– There are a lot of pens in the drawer.


  • Erro 04

Duas negativas na mesma frase. Algo comum em português, porém se acontecer em inglês, estará incorreto.

– Não tem nada para comer.

Em português é comum negar duas vezes em uma mesma frase. (não e nada)

Para falar a mesma frase em inglês, você deve utilizar apenas uma negativa.

– There’s nothing to eat.

– Eu não tenho nenhum óculos de sol.

– I don’t have any sunglasses. / I haven’t got any sunglasses.

Outro exemplo para ficar mais claro:

– Não tem ninguém aqui.

– There is nobody here. / There isn’t anybody here.


  • Erro 5

Alguns substantivos não são contáveis como no português, o que induz muitos alunos ao erro. Nesses casos, para quantificar, existem algumas opções como: Some, any, piece, too much, plenty, enough etc.

Por exemplo, em português, dizemos:

– Onde posso conseguir mais informações?

Já em inglês, falaríamos:

– Where can I get further information?

A seguir, algumas palavras que na maioria dos casos não vão para o plural.

  1. Information  x  informações
  2. Travel  x  viagens
  3. Luggage x  malas
  4. Knowledge  x conhecimentos
  5. Advice  x conselhos
  6. Furniture  x  móveis
  7. Vacation  x  férias
  8. Medicine   x  remédios
  9. Fruit  x frutas
  10. Bread  x pães
  11. Paper  x papel
  12. Music  x músicas
  13. Software  x  programas de computador
  14. Slang  x  gírias

  • Erro 06

É comum os estudantes se confundirem na hora de utilizar o ‘‘make’’ e o ‘‘do’’.

Como você diria as seguintes frases?

– 1) Minha irmã faz faculdade a noite.

– 2) Meu amigo fará uma cirurgia amanhã.

– 3) Farei uma festa para meu irmão.

– 4) Ela caiu ontem e vai fazer uma operação hoje.

– 5) Eu tenho 25 anos.

Pensou na resposta de cada frase acima? Confira se acertou:

– 1) My sister goes to university at night.

– 2) My friend is going to have a surgery tomorrow.

– 3) I’m going to have a party (throw a party) for my brother.

–  4) She fell yesterday and  have an operation today.

– 5) I’m 25 years old.

Repare que em nenhuma das opções utilizamos ”make” nem o ”do”, por isso, traduzir ao pé da letra pode ser uma cilada.

Leave a Reply